• Imprensa

Embaixador de Israel apresenta métodos de referência no uso da água durante palestra em Goiânia


Texto: Nayara Pereira | Foto: Fredox Carvalho - Assessoria de Comunicação Faeg

Temos atuado para desenvolver e exportar cada vez mais conhecimento em tratamento e reuso de água. A afirmação foi do embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, que ministrou palestra, nesta quarta-feira (24), na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), em Goiânia (GO). Com o tema ‘Gestão da Água: Uma Experiência de Israel para Goiás’, o embaixador finalizou a ‘Missão Oficial Agritech Goiás e Israel’, que percorreu os municípios de Jataí, Rio Verde e a Capital goiana, com o objetivo de estabelecer parcerias e troca de experiências entre os dois países, no que diz respeito a agricultura. A realização foi da Faeg, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), o Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) e a Embaixada de Israel.

Segundo Yossi Shelley, a tecnologia ajudou muito os israelenses a superarem os desafios da água. “Israel é um país onde falta água, mas a água não falta para os israelenses”, afirmou o embaixador. Com estratégia, vinda basicamente da central responsável pela gestão da água, em todo o país, estabeleceu-se um preço relativamente alto para o consumo da água e a consciência de que cotas que forem ultrapassadas geram um custo para a família, dentro de uma cultura que evita o excesso. “As crianças já são educadas nessa cultura e, muitas vezes, chegam a alertar os pais quanto ao consumo exagerado”, ressaltou.

No caso da agricultura, Shelley destacou que o setor é um dos mais eficientes do mundo, tendo em vista o teor tecnológico investido. Toda a terra fértil é irrigada, os produtores trabalham com a quantidade exata de água para cada planta, além de utilizarem softwares avançados para o controle da irrigação. O resultado é que quase 85% do total da água de reuso de Israel é utilizada na agricultura – a maior porcentagem do mundo. “Agricultura em Israel é uma referência necessária para a produção agrícola mundial, num contexto em que é cada vez mais crítica para garantir a eficiência no uso da água, aquecimento global, e aplicando a tecnologia para melhorar a produção de alimentos com sustentabilidade”, apontou o embaixador.

Uso consciente

“Apostar na irrigação é fundamental para o desenvolvimento do agronegócio brasileiro”, afirmou o presidente do Sistema Faeg, José Mário Schreiner, durante abertura do evento. Schreiner ressaltou que o sistema de irrigação no Brasil ainda é fragilizado. “É importante que os agricultores se mobilizem, se organizem em associações, cooperativas e participem efetivamente dos comitês e conselhos de forma a influenciar nas decisões que interferem no desenvolvimento da irrigação”, disse.

Segundo o presidente, trabalhar na conscientização do uso correto da água é fundamental, já que pode ser uma alternativa, como em Israel, em tempos de estiagem. “Precisamos adequar e trabalhar na conscientização do uso da água, tanto na agricultura como na sociedade”.

#agriculturairrigada #irrigação #goiás #israel

0 visualização

Cadastre-se
e receba sem seu e-mail as principais notícias do agronegócio e da Irrigo

© 2020 - Desenvolvido por Completta Consultoria